Prejudicando

Rosalba não paga décimo terceiro e revolta servidores

Prefeita disse que não pagaria a todos os trabalhadores, mas não há certeza sobre quais categorias receberam

É de revolta o clima entre os servidores da prefeitura de Mossoró com a ainda prefeita Rosalba Ciarlini, do Partido Progressistas (PP). É que a atual gestora vai encerrar se mandato sem pagar a todo o funcionalismo o décimo terceiro salário de 2020.

Embora tenha prometido que vai deixar a casa arrumada e que o município ficará com R$ 100 milhões em caixa, Rosalba não consegue fazer o básico: cumprir o compromisso salarial com os trabalhadores.

Nas redes sociais, os servidores tem reclamado. Além de não pagar o décimo terceiro salário, a prefeita deixa a dívida para a próxima gestão, já que seu mandato se encerra amanhã. “Revoltada”, escreveu uma servidora em um grupo de whatsaap. “Indignada”, reforçou um agente de saúde, numa postagem no facebook.

Rosalba Ciarlini deixa o comando da prefeitura de forma melancólica, devendo ao funcionalismo (décimo terceiro, décimo quarto salário da educação, licenças, plantões, entre outros benefícios dos trabalhadores), dificultando  o início da próxima gestão e deixando os servidores sem perspectiva de quando receberão o que lhes é de direito.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...