Investigação

Polícia investiga ataques por agulhas durante carnaval em Caicó

Ao menos 14 pessoas procuraram o Hospital Regional do Seridó, reclamando de ataques com o objeto.

A Polícia Civil investiga possíveis agressões feitas através de agulhas, registradas no carnaval de Caicó, no Rio Grande do Norte. Ao menos 14 pessoas procuraram o Hospital Regional do Seridó, reclamando de ataques com o objeto. Apenas uma das vítimas procurou a delegacia da cidade e prestou queixa

Os atendimentos registrados no hospital foram feitos no sábado (2), domingo (3) e segunda-feira (4). Nenhum caso foi registrado na terça (5). Até o momento, ninguém foi preso em flagrante e ainda não há imagens que mostrem suspeitos.

Em entrevista ao portal G1, a diretora-geral do hospital, Maura Vanessa Sobreira, disse que as vítimas foram submetidas à profilaxia pós-exposição, que é uma medida de prevenção de urgência à exposição pelo HIV, hepatites virais e outras infecções sexualmente transmissíveis. A diretora afirmou que todos deram resultado negativo.

O caso também aconteceu em Recife. 25 pessoas relataram terem sido agredidas com seringas de agulha durante o carnaval em Pernambuco.

Notícias semelhantes