NIMAS

Polícia Civil cria Núcleo para investigar mortes de agentes de segurança em Natal

Iniciativa visa melhorar a investigação dos crimes contra policiais como meio de reprimir a violência contra esses profissionais

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte (PC/RN) criou o Núcleo de Investigação Policial de Mortes de Agentes de Segurança Pública (NIMAS) para para apurar todas as mortes violentas de agentes de segurança pública e aquelas decorrentes de intervenção policial (atribuição estendida), ocorridas no município de Natal.

O NIMAS será vinculado diretamente à Divisão de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), tendo entre suas competências, a missão de acompanhar, orientar, integrar, monitorar, supervisionar, dar apoio e aperfeiçoar todas as investigações decorrentes de mortes de agentes de segurança pública ou resultantes de intervenções policiais no Estado do Rio Grande do Norte, respeitada a atuação da autoridade que preside a respectiva investigação e estimar tempos de tramitação e taxas de elucidação dos casos de mortes decorrentes de intervenção policial e daqueles de vitimização policial, identificando os problemas existentes, realizando as medidas necessárias, no âmbito de sua atuação.

O mencionado núcleo atuará na investigação de crimes praticados contra policiais civis, militares, Corpo de Bombeiros, membros do Instituto Técnico-Científico de Perícia, Agentes e Penitenciários Estaduais e das Guardas Municipais, com atuação na capital do Estado.

De acordo com portaria assinada por Ana Cláudia Saraiva Gomes, delegada geral da Polícia Civil do RN, publicada no Diário Oficial do Estado (DOE/RN) nesta quinta-feira, 1/8, o NIMAS foi criado em face do elevado aumento no número de mortes de agentes de segurança pública no Rio Grande do Norte, nos últimos cinco anos, situação que precisa ser combatida com medidas preventivas e repressivas.

Notícias semelhantes