Combate à covid

Ocupação de leitos de UTI tem melhor taxa desde janeiro

O índice registrado na manhã desta segunda-feira, 5/7, é o terceiro melhor deste ano

A taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) chegou a um dos melhores índices desse ano. Com 54,1% de unidades ocupadas, o percentual só é maior do que o registrado em 2 oportunidades no mês de janeiro. 

Os dias 18/1, com 51,7% e 19/1, com 53,4% e 20/1 com 54% foram os momentos em que, em 2021, a taxa de ocupação de leitos de UTI chegou aos menores níveis. O índice registrado na manhã desta segunda-feira, 5/7, 53,98%, é o terceiro melhor deste ano.

Além de se manter próximo de 50%, a taxa registrada anima porque vem em queda há pelo menos 8 dias

Os índices mostrados pelo sistema de regulação hoje apontam que por região, a melhor taxa é a do Seridó (50%). Na sequência, aparece a região metropolitana de Nata, com 54,1%. O Oeste tem percentual de ocupação de 69,2%, a mais elevada do Estado até agora.

A redução na taxa de ocupação de leitos UTI mostra que as unidades hospitalares começam a ser desafogadas. Hoje, apenas 1 (Hospital da Liga de Estudos e Combate ao Câncer) dos 26 hospitais com leitos críticos para pacientes covid está com todas as unidades ocupadas. Por hospital, a melhor taxa é a do Hospital Maternidade Belarmina Monte, em São Gonçalo do Amarante, com 20% de ocupação dos leitos de UTI.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...