Grupos prioritários

Número de profissionais da Saúde que recusa vacina preocupa

Incluídos entre os grupos prioritários na fila de imunização, mais de 2 mil trabalhadores ainda não tomaram sequer a primeira dose

O Rio Grande do Norte tem 441.914 potiguares completamente imunizados contra a covid-19. Esse número representa 40% do total de 1.083.590 pessoas que estão incluídas nos grupos do público alvo das três primeiras fases do processo de imunização até agora. 

Apesar de ser um bom percentual, alguns dados, no entanto, trazem preocupação porque podem demonstrar um comportamento de recusa de integrantes de determinados grupos sociais em relação à vacina

Exemplo disso são os profissionais da saúde. Os trabalhadores desse setor foram os primeiros a ser contemplados com a vacina, e embora o imunizante já esteja disponível para eles desde janeiro, 2.190 membros desse grupo não tomaram sequer a primeira dose até agora.

Mesmo que o percentual seja pequeno, cerca de 2%, autoridades do setor consideram a situação preocupante por se tratar de pessoas que atuam justamente na área que atua diretamente no combate e prevenção à doença. O índice é considerado baixo em relação ao total, mas ter mais de 2 mil trabalhadores do setor que recusam a vacina preocupa os órgãos de saúde.

Por outro lado, dos 106.402 que tomaram a primeira dose, 18.598 não voltaram para tomar a segunda dose, nada menos que 17,47% do total, um dos maiores percentuais entre aqueles que tomaram a dose e não retornaram para concluir o ciclo.

O total de pessoas que integram os grupos prioritários da vacinação até a fase 3 é de 243.469. Desses, 240.348 tomaram a primeira dose da vacina contra a covid, o que dá uma cobertura de 97,79%. Do total de pessoas desses grupos que tomaram a primeira dose, 125.584 voltaram apara a segunda dose, o que revela um percentual de 52.25%.

Os números revelam que ainda há muita gente que integra os grupos prioritários que não voltou para tomar a segunda dose. A grande maioria já deveria ter retornado aos locais de vacinação para concluir o ciclo de imunização.

Procurada pela reportagem do Portal do RN, a Secretaria Estadual de Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap/RN) se manifestou por meio de sua assessoria. O órgão informou que a situação é explicada em parte porque o registro da aplicação possa estar ocorrendo de forma tardia.

A maior parte dos casos, porém, ressalta a Sesap/RN, ocorre porque as pessoas não retornaram para tomar a segunda dose e em alguns casos pode estar havendo recusa deliberada. A secretaria está se mobilizando junto aos municípios para realizar busca ativa para que essas pessoas concluam o ciclo vacinal.

A Sesap/RN revela que o retorno das pessoas para a segunda dose é um fenômeno que infelizmente tem se verificado em todo o país.

Veja abaixo os dados sobre a vacinação dos grupos prioritários

Idosos acima de 75 anos

  • Pessoas a ser vacinadas: 109.661
  • Pessoas que receberam a primeira dose da vacina: 108.944.
  • Não tomaram a primeira dose: 717 (0,6%)

Idosos institucionalizados:

  • Pessoas a ser vacinadas 13.827
  • Pessoas que receberam a primeira dose da vacina: 13.653
  • Pessoas que não tomaram a primeira dose: 174 (1,2%)

População indígena: 

  • Pessoas a ser vacinadas: 3.007
  • Pessoas que receberam a primeira dose da vacina 2.970
  • Pessoas que não tomaram a primeira dose da vacina: 37 (1,2%)

População quilombola:

  • Pessoas a ser vacinadas: 8.382
  • Pessoas que receberam a primeira dose da vacina: 8.379
  • Pessoas que não tomaram a primeira dose da vacina: 3 (0,03%)

Trabalhadores da Saúde: 

  • Pessoas a ser vacinadas: 108.592
  • Pessoas que tomaram a primeira dose da vacina: 106.402
  • Pessoas que não tomaram a primeira dose da vacina: 2.190 (2.01%)

Abaixo, seguem dados sobre membros dos grupos prioritários que tomaram a primeira dose da vacina e não retornaram para tomar a segunda dose

Idosos acima de 75 anos

  • Tomaram a primeira dose: 108.944
  • Tomaram segunda dose: 101.473
  • Faltam tomar a segunda dose: 7.471 (6,85%)

Idosos institucionalizados

  • Tomaram a primeira dose: 13.653
  • Tomaram a segunda dose: 8.763
  • Faltam tomar a segunda dose: 4.890 (35,81%)

População indígena

  • Tomaram a primeira dose: 2.970
  • Tomaram a segunda dose: 2.275
  • Faltam tomar a segunda dose: 695 (23,40%)

População quilombola

  • Tomaram a primeira dose: 8.379
  • Tomaram a segunda dose: 4.293
  • Faltam tomar a segunda dose: 4.086 (48,76%)

Trabalhadores da saúde:

  • Tomaram a primeira dose: 106.402
  • Tomaram a segunda dose: 87.804
  • Faltam tomar a segunda dose: 18.598 (17,47%)
Notícias semelhantes
Comentários
Loading...