Mais de 50% dos alunos do 5º e 9º Anos está abaixo do nível da série

Avaliação diagnóstica instituída pela rede municipal de ensino de Mossoró analisou as competências e habilidade dos alunos em Língua Portuguesa e Matemática

São preocupantes os dados da avaliação diagnóstica realizada pela Secretaria Municipal da Educação de Mossoró (SME). Os números apontam que 53% dos alunos do Quinto Ano do Ensino Fundamental estão abaixo do nível da série em Língua Portuguesa. Em Matemática, esse índice é de 55%. Já entre os alunos do 9º Ano do Ensino Fundamental, o percentual daqueles que estão abaixo do nível da série em Língua Portuguesa é de 77% e em Matemática, 86%.

Os dados são do Sistema de Avaliação da Aprendizagem Municipal (SAAM), instituído pela rede municipal de ensino de Mossoró para avaliar o nível do ensino local, e foram obtidos a partir de avaliação diagnóstica de Língua Portuguesa e Matemática aplicada com alunos dos Segundos, Quintos e Nonos Anos do Ensino Fundamental, no período de 12 a 16 de agosto.

Hoje, 23/8, pela manhã, a SME reuniu diretores e coordenadores pedagógicos para apresentar os resultados, refletir sobre eles e iniciarem o debate sobre estratégias e ações a serem implementadas para melhoria dos indicadores. Na oportunidade foram entregues as avaliações dos alunos para que o município possa iniciar intervenções.

A secretária municipal da Educação, professora Magali Delfino, disse que os dados apontam para a necessidade de que todos os que compõem a rede municipal de ensino reflitam sobre a situação e pensem em como contribuir para mudar o quadro apresentado.

“Nós estamos aqui para avaliar os resultados da primeira avaliação interna da Rede Municipal de Ensino, no ano de 2019, com foco no índice de Desenvolvimento Escolar Brasileiro (IDEB) e na Provinha Brasil”, afirmou a secretária aos presentes ao encontro, ocorrido na Biblioteca Ney Pontes Duarte.

Ao todo, o sistema avaliou 58 escolas de Primeiro ao Nono Anos, perfazendo um total de 4.146 estudantes. Do Segundo Ano foram avaliadas 86 turmas (1.495 alunos). Do Quinto Ano foram 84 turmas (1.759 alunos) e do Nono Ano, 35 turmas (892 alunos). A empresa responsável pela avaliação utilizou 5.641 provas e 5.302 gabaritos.

Magali Delfino destaca que o SAAM está embasado em quatro premissas: coleta de dados (para levantamento da situação), diagnóstico (análise do quadro) decisão (definição do que será feito a partir da realidade apresentada) e ação (práticas pensadas para atingimento dos objetivos propostos a partir das estratégias traçadas).

O SAAM foi instituído para permitir o monitoramento da qualidade da educação pública ofertada e a promoção da equidade; possibilitar o diagnóstico do efeito da política pública implementada para a utilização dos resultados com foco na identidade escolar, e o estabelecimento de padrões de desempenhos estudantis e metas educacionais.