Covid-19

Mais de 2 mil mossoroenses são vacinados no fim de semana

Prefeitura continuará aplicando a D1 nos adolescentes com comorbidades e deficiências nesta segunda-feira (13)

A campanha Mossoró Vacina avançou neste fim de semana com a abertura da vacinação de adolescentes de 12 anos + com comorbidades e deficiências. No sábado (11) e neste domingo (12), centenas de adolescentes desse grupo prioritário foram vacinados com a primeira dose da vacina contra a Covid-19.

A Prefeitura de Mossoró, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), continuará aplicando a D1 nos adolescentes com comorbidades e deficiências nesta segunda-feira (13), no Ginásio do SESI. Ao todo, 2.168 doses foram aplicadas entre D1 e D2 no município no fim de semana.

Os voluntários e servidores da saúde levaram doses de esperança para população na campanha Mossoró Vacina, no Ginásio do SESI, no sábado. Já no domingo, funcionou o Centro de Vacinação, localizado no Ginásio Municipal Pedro Ciarlini, onde os pais compareceram com os filhos para iniciar a imunização. A cada nova aplicação da D1 nos jovens deixava aliviados os pais.

A estudante de psicologia Rosângela Lima levou o filho Guilherme Barroso para receber a primeira dose do imunizante na data em que ele completou 16 anos de idade. A comemoração foi em dobro e ambos saíram com a felicidade estampada no rosto e com os corações aliviados.

“Olha eu estou muito feliz, uma sensação de alívio realmente. Lamento pelos que não tiveram a mesma oportunidade e os que estão em casa que venham. É muito tranquilo, é uma sensação de alegria do meu filho está vacinado. Hoje, ele está completando 16 anos e é um dos melhores presentes que ele pode ganhar da vida”, afirmou Rosângela Lima.

Guilherme Barroso, que é escritor e autista, pediu que os adolescentes se vacinem pelo seu próprio bem e de todos. “Graças a Deus eu consegui me vacinar no dia do meu aniversário e espero que todos os adolescentes tenham a oportunidade de se vacinarem também”, comentou.

A corrente em prol da vacinação também levou Aretha Medeiros e o filho Miguel Arthur, de 13 anos, ao Ginásio Municipal, neste domingo. Após receber a primeira dose, Miguel incentivou aos adolescentes tomarem a vacina. “É que eu estou muito feliz por tomar minha vacina e nem doeu porque foi mais rápido. Chama o pessoal para vir tomar aqui depois. Vacinar de verdade”, incentivou Miguel.

Enquanto o filho incentivava com entusiasmo, a mãe destacou o alívio de poder vacinar Miguel Arthur. “O sentimento é de felicidade e gratidão. Gratidão a Deus por hoje a gente está aqui, tomando a primeira dose e eu a segunda, acabei de tomar minha segunda dose. Então assim gratidão, muita gratidão a Deus e muito feliz. A gente no começo ficava assim apreensiva porque foi uma vacina feita rápida, comparando com as outras vacinas, mas a gente viu que a vacina mostrou resultados positivos. A gente vê que o índice caiu bastante. Gratidão a Deus, gratidão aos aos profissionais que estão aqui dia de sábado, no domingo, deixando de estar no seu lar para ficar aplicando a vacina. O que eu tenho a dizer para as outras mães é que venham, que a vacina salva sim. Venham, não deixem de aplicar a vacina nos seus filhos”, destacou a dona de casa.

Quem também ficou feliz após receber primeira dose da vacina foi Arthur Campos, de 12 anos. Logo no início da manhã ele compareceu ao Centro de Vacinação e recebeu a dose de esperança. “Eu estou muito feliz porque queria muito tomar a vacina para ficar livre da Covid”, ressaltou o adolescente.

Vacinação

A aplicação de D1 continua com o grupo prioritário para adolescentes 12 anos + com comorbidades e deficiências nesta segunda-feira (13), das 8h às 16h, no Ginásio do SESI. Os pais e responsáveis devem ficar atentos à documentação necessária para tomar a primeira dose do imunizante. Todos os adolescentes devem estar acompanhados do pai, mãe ou outro responsável no momento da vacinação. Devem apresentar originais e cópias de documento com foto ou certidão de nascimento do adolescente; CPF do pai, mãe ou responsável; comprovante de residência em nome dos pais ou outro responsável, além de laudos comprobatórios da comorbidade ou deficiência.

O município também continua aplicando a primeira dose para adolescentes de 12 a 17 anos gestantes, lactantes (amamentando bebês de até 12 meses) e puérperas (45 dias de pós-parto). Também será realizada a aplicação da segunda dose da Pfizer e Coronavac.O O público que já completou 56 dias da primeira dose da Pfizer ou os seus 28 dias da D1 da Coronavac já pode tomar a D2. Já a segunda dose de AstraZeneca/Oxford será dado prosseguimento à aplicação do imunizante assim que nova remessa de vacina chegar.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support