Covid-19

Idosos são vacinados sob agendamento e com organização em Mossoró

A divisão dos idosos em grupos por idade possibilitou uma vacinação livre de aglomerações e tumultos

Em Mossoró, a vacinação contra a Covid-19 contemplará o grupo dos idosos de 80 a 84 anos na próxima segunda-feira (8). A imunização tem ocorrido de forma tranquila e ordeira, graças a adoção do sistema de escalonamento etário que já beneficiou os idosos de 90 anos ou mais e os idosos de 85 a 89 anos de idade.

A divisão dos idosos em grupos por idade possibilitou uma vacinação livre de aglomerações e tumultos. Além disso, os idosos que estão sendo contemplados recebem a dose da vacina mediante agendamento prévio.

A população tem sido a principal beneficiada pela adoção de um planejamento que diante da pouca quantidade de doses da vacina, tem se notabilizado pela organização.

Agendamentos

Foi graças ao agendamento que a aposentada Lúcia, encontrou a UBS Chico Porto no Ouro Negro apenas com os servidores que aplicam a vacina. Ele compareceu à unidade por volta das 11 horas da manhã da última quinta-feira e de maneira segura, saiu da UBS vacinada e satisfeita com o serviço.

“Achei ótimo porque eu tinha medo de sair de casa com essa doença por aí, mas quando cheguei só tinha eu, a minha filha e o pessoal que me vacinou”, comemora a aposentada.

O agendamento pode ser feito através de contato direto de familiares com a UBS, por ligação telefônica para a UBS do bairro de origem do idoso, também, pelos agentes de saúde das áreas.

“Quem é de uma área descoberta por UBS pode se dirigir até a unidade mais próxima para providenciar o agendamento do idoso “, disse a secretária municipal de saúde, Morgana Dantas.

“Profissionais de saúde também precisam descansar”

Em Mossoró, o êxito na vacinação dos idosos se reflete em alguns casos onde houve até mesmo a antecipação da vacinação dos idosos que têm entre 80 e 84 anos. É o caso da UBS do Caic do Belo Horizonte, que nesta sexta-feira (05), começou a vacinar idosos dessa faixa etária.

“Não queremos doses paradas nas UBS, fazemos tudo com planejamento e acompanhamento do Ministério Público estadual, mas também respeitamos a necessidade de dar descanso aos profissionais de saúde para que não tenhamos a segurança da vacinação comprometida”, disse Morgana.

Ela lembra que muitos enfermeiros, médicos e técnicos de enfermagem atuam em outros locais além das UBS’s, como hospitais e clínicas e que diante de relatos de profissionais que estão sobrecarregados e exaustos não pode permitir a vacinação aos sábados e domingos: “Profissionais de saúde também precisam descansar”, conclui a secretária.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...