Coronavírus

Governo do RN quer deficientes no grupo prioritário de vacinação da covid-19

A reunião foi realizada, na tarde de ontem (11), na governadoria

A governadora Fátima Bezerra discutiu com a secretaria estadual da Saúde Pública e com representantes do Movimento Independente Pró Autismo do RN (MOVIPAutismo) e das Associações Síndrome de Down RN e dos Pais e Pessoas com a Síndrome de Berardinelli do RN (ASPOSBERN), a possibilidade de inclusão dos grupos como prioritários na vacinação contra a Covid-19. A reunião foi realizada, na tarde de ontem (11), na governadoria.

Fátima explicou sobre o cenário pandêmico e as ações que já estão em andamento. “Temos que colocar os pés no chão e cobrar celeridade na aquisição das vacinas para a continuidade do Plano Nacional de Vacinação. Estamos sensibilizados com a temática de vocês e, mesmo diante de todas essas limitações, pedi para que a Secretaria de Saúde se debruçasse, junto com a Semjidh (secretaria estadual de Mulheres, Juventude, Igualdade Racial e Direitos Humanos), para definir quais passos podemos dar diante dessa situação”, afirmou.

Coordenadora de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), Kelly Lima esclareceu que, mesmo o Estado seguindo o Plano Nacional de Imunização (PNI), o Governo está atento às demandas relativas à vacinação no Estado. “Nós chamamos e convidamos a Rede da Pessoa com Deficiência dentro da Sesap para fazer com que nosso plano fosse remodelado a partir das várias perspectivas que estão chegando. Nós queremos incorporar as pessoas com deficiência de forma ampliada”, disse.

A proposta é que a Rede da Pessoa com Deficiência traga as demandas para realizar um diagnóstico do Estado e saber quem são e onde estão essas pessoas. A intenção é incluir essas pessoas antes do público geral, em uma fase que já vinha sido planejada, e que também seguirá uma ordem de priorização.

Na ocasião, Kelly Lima recomendou o uso do sistema RN+Vacina para a realização do cadastro. “Tudo isso precisa ser muito bem pensado e elaborado. Essa inclusão no sistema precisa ser de imediato. É um sistema novo, que garante transparência, e que é pioneiro no estado com relação à imunização”, frisou. Além disso, a coordenadora convidou as associações para integrarem uma comissão com a Sesap e a Semjidh.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...