Solicitação

Fátima Bezerra pede inclusão dos profissionais da educação nos grupos prioritários da vacinação contra Covid

Governadora enviou carta ao presidente com o pleito, ressaltando o retardo do reinício dos trabalhos presenciais representa ameaça à retomada do crescimento do país

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT/RN) enviou ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) uma carta solicitando a inclusão dos profissionais da educação nos grupos prioritários da vacinação contra Covid-19. O documento foi enviado com cópia aos presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, do Senado Federal, Davi Alcolumbre, e do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux.

“Na condição de professora e como govenadora do Rio Grande do Norte enviei carta ao presidente da República com cópia aos presidentes da Câmara, do Senado e do STF solicitando a inserção dos profissionais da educação nos grupos prioritários nas fases iniciais da vacinação contra a Covid-19”, informou a gestora por meio de vídeo publicado nas redes sociais

Fátima lembrou que a crise sanitária está aprofundando as desigualdades de acesso, permanência e qualidade na educação do país. “São 52 milhões de alunos e professores prejudicados somente na educação básica”, pontuou a governadora.

Fátima Bezerra ressaltou que embora o Governo do Estado tenha investido em recursos humanos e materiais para o retorno das atividades presenciais nas escolas a partir de primeiro de fevereiro, é necessário que haja a vacinação. “Nada disso será suficiente sem a garantia da vacinação”, acrescentou a gestora estadual.

A governadora destacou ainda que retardar mais uma vez o retorno das atividades presenciais se constitui em “ameaça concreta à retomada do desenvolvimento social, econômico, cientifico e cultural do país”.

Fátima fez um apelo aos ministros da Saúde e da Educação para que envidem esforços no sentido de garantir que a vacinação ocorra o mais rápido possível, e conclamou as entidades representativas da educação e a sociedade em geral para se engajarem na luta pela inclusão dos profissionais da educação nas fases iniciais da campanha de imunização contra a covid.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...