Educação

Escola de Saúde Pública é lançada no RN

Projeto foi lançado na manhã de ontem, 4, com o objetivo de fortalecer a política de educação permanente em saúde no estado

Com o objetivo de fortalecer a política de educação permanente em saúde no Rio Grande do Norte, o Governo do Estado lançou, na manhã de ontem, 4, a Escola de Saúde Pública do RN (ESPRN) e a Rede Estadual de Educação Permanente em Saúde. O evento, em formato híbrido, foi transmitido pelo canal da ESPRN no Youtube a partir do auditório da Governadoria. 

A governadora Fátima Bezerra ressaltou a satisfação em promover a capacitação e formação aos trabalhadores. “Estamos falando de educação, e temos à frente uma professora no governo, um secretário que é professor, e a adjunta Maura Sobreira, também professora. Essa escola é um sonho. Ela responde a um desafio diário e cotidiano que é melhorar cada vez mais a gestão”, comentou.

O secretário Cipriano Maia explicou que a Escola representa um marco para o Sistema Único de Saúde (SUS) no Rio Grande do Norte. “Queremos uma escola em rede, ativa e presente em todas as regiões de saúde através da articulação de uma rede estadual de educação permanente, que vai envolver as universidades presentes nos territórios, os Institutos Federais e outras instituições de ensino e saúde; e, desta forma, seja em Pau dos Ferros, Seridó ou região Central, tenhamos articulação e instituições com capacidade de oferecer formação. Com isso, mantermos os profissionais atualizados, em permanente formação”, disse.

Na ocasião, foi realizada a aula inaugural com o tema “Educação Permanente em Saúde e Educação Profissional”, ministrada pela professora Ivana Barreto. O evento teve ainda a exibição de vídeos institucionais sobre a Rede Estadual de Educação Permanente em Saúde e sobre a Escola de Saúde Pública.

A governadora Fátima Bezerra lembrou a importância da capacitação permanente e contínua para um atendimento com qualidade e respeito. “Colocar em prática a Escola criada pelo decreto estadual é uma medida que transforma o sonho em realidade, e neste momento, o importante é a gente ter a generosidade de agradecer àqueles e àquelas que colocaram um tijolo nessa construção”.

A Escola de Saúde Pública, vinculada à Sesap, é decorrente da transformação do Centro de Formação de Pessoal (CEFOPE), passando a oferecer, além de cursos técnicos e de curta duração, cursos de pós-graduação Lato sensu, tendo sido credenciada como Instituição de Ensino Superior pós-graduativa. “Uma das principais vantagens nessa mudança é que a gestão vai poder agregar ações para profissionais de diferentes formações em nível de pós-graduação Lato sensu, além das atividades formativas voltadas para o Nível Médio, adensando às suas atividades as ações de pesquisa e extensão”, destacou a diretora da ESPRN, Cláudia Frederico.

Os cursos serão oferecidos de forma descentralizada e regionalizada, qualificando as práticas de gestão e atenção no Sistema Único de Saúde (SUS) do Rio Grande do Norte. Atuando nos eixos do ensino, pesquisa e extensão, a Escola vai oferecer educação profissional em saúde, bem como desenvolver pesquisas para atender às necessidades do SUS, e potencializar a inovação tecnológica em serviço para a qualificação dos processos de trabalho e do desenvolvimento institucional.

A previsão é de que, no final do segundo semestre deste ano, seja iniciado o primeiro curso de especialização da Escola, que atualmente oferece os cursos técnicos de Enfermagem e Tecnologia de Informação em Saúde. Além disso, está previsto para o próximo dia 31 de maio o início do curso de Planejamento para os Gestores do SUS, primeiro na modalidade remota a ser ofertado pela Escola, contemplando 396 alunos.

O evento contou presencialmente com a participação da governadora Fátima Bezerra, do secretário de Estado da Saúde, Cipriano Maia, representantes do Ministério Público Federal e Estadual, Cosems, Secretário Estadual de Educação, Representante do Conselho Estadual de Educação Elenimar Costa, Coordenadora de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, Larissa Araújo Monteiro, Subcoordenadora de Gestão da Educação na Saúde e Claudia Frederico, diretora Geral da ESPRN.

Virtualmente teve a participação de representante do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS), e da Câmara Técnica do CONASS, do Conselho Estadual de Saúde, professora Janete Castro, professora do Núcleo de Estudos em Saúde Coletiva (NESC) /Assessora do Projeto da Rede, Ranielly Santos de Aquino – Diretora Técnica Pedagógica da ESPRN, Dalvaci Lima de Sena – Diretora Administrativa da ESPRN e Ana Carla Macedo – Apoiadora da ESPRN, representantes das Regionais de Saúde e de Núcleos de Educação Permanente, além de coordenadores da Sesap.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...