Educação

Detentos matriculados nas turmas do Projovem Urbano recebem fardamento

Os detentos receberam as fardas em duas cerimônias de entrega simbólica, cada uma realizada em um dos presídios.

Na manhã desta terça-feira (26), os secretários de Educação e Cultura, Getúlio Marques, e de Justiça e Cidadania, Pedro Florêncio, realizaram a entrega do fardamento aos detentos matriculados no Projovem Urbano nas turmas existentes nas penitenciárias estaduais Dr. Francisco Nogueira Fernandes (Alcaçuz) e Rogério Coutinho Madruga, ambas em Nísia Floresta.

Os detentos receberam as fardas em duas cerimônias de entrega simbólica, cada uma realizada em um dos presídios. Por meio do Projovem, além de terem aulas regulares de segunda a sexta-feira, os detentos adquirem qualificação profissional no campo da Administração. “O sistema prisional merece um olhar especial. Por meio da educação, vocês sairão daqui em condições de voltar ao mercado de trabalho com uma formação, possibilitando o reinício de suas histórias”, destacou, na oportunidade, Getúlio Marques, titular da Educação.

Durante a cerimônia de entrega na penitenciária de Alcaçuz, os detentos apresentaram a canção Tente Outra Vez, do cantor Raul Seixas, fruto das atividades desenvolvidas em sala de aula.

No total, 59 alunos estão matriculados nessas turmas do Projovem Urbano, que terão duração de 18 meses. Além da farda, os detentos também recebem material didático, fornecido pelo próprio programa. As horas estudadas são contabilizadas e convertidas em abatimento do tempo de pena dos detentos. Para participarem das atividades, os detentos têm que apresentar bom comportamento.

Na penitenciária Francisco Nogueira Fernandes, o secretário de Justiça e Cidadania destacou o impacto que a educação provoca. “O conhecimento que vocês aprendem, algema nenhuma pode retirar. Ao voltar às celas, cada um de vocês, terão a oportunidade de levar aos seus colegas a importância do ensino”, frisou Pedro Florêncio.

As entregas foram acompanhadas pela equipe de educação de jovens e adultos da SEEC, diretores das penitenciárias, professores das turmas do Projovem, pelos agentes penitenciários e agentes focais educacionais prisionais.

Notícias semelhantes