Pacote anticrime

Deputada diz que proposta de Moro não combate a criminalidade

Para Natália Bonavides, projeto apresentado pelo ministro da Justiça é eleitoreiro e vai criminalizar ainda mais a camada mais pobre da população

Presente na cidade de Baraúna nesta sexta-feira, 6 de dezembro, para participar de seminário sobre o FUNDEB permanente, a deputada federal Natália Bonavides (PT/RN) justificou porque votou contra o projeto anticrime, elaborado pelo ministro da Justiça, Sergio Moro, e apresentado ao Congresso Nacional pelo governo federal.

Em entrevista a 98 FM Rádio Cidadania, a parlamentar explicou porque dos parlamentares potiguares que participaram da sessão em plenário, ela foi a única que votou contra o chamado pacote anticrime

“Dos parlamentares que votaram, porque a metade se ausentou, eu fui a única que votou contra porque o projeto não responde, não dá solução às questões da segurança pública do nosso país”, justificou a deputada.

Segundo ela, o projeto criminaliza ainda mais os pobres e terá como consequência o aumento da violência. “O projeto não toca nas questões essenciais, de condições de trabalho da polícia, de repensar a política de drogas. É um projeto que traz retrocessos e não traz solução real para o combate a violência ”, destacou.

Ainda de acordo com a deputada, trata-se de um projeto eleitoreiro. “É um projeto populista e eu não voto em projeto por questões eleitoreiras, eu voto por analise técnica, com dados que possam ser apontados, e que possam trazer resultados positivos, e esse projeto não mostrou nada disso”, finalizou a deputada

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...