Covid-19

Câmara aprova inclusão de profissionais da educação na prioridade da vacinação

Proposta foi aprovada mesmo tendo passado por dificuldades impostas principalmente pelo líder do governo, vereador Genilson Alves

A Câmara Municipal de Mossoró aprovou, por maioria de votos, requerimento da vereadora Marleide Cunha (PT) que incluiu os profissionais da educação na lista de grupos prioritários para vacinação contra a Covid.

Apresentada como requerimento de urgência, a proposta recebeu o apoio necessário para ir a plenário nessas condições. Na análise da Comissão de Redação, Constituição e Justiça (CCJ), a proposta foi aprovada por 2 votos a 1 (Raério Araújo votou contra).

Na votação do projeto de lei, 15 votos foram favoráveis, 2 vereadores votaram contra e foram registradas 5 ausências. Desde o início da sessão, apenas o vereador Lucas das Malhas (MDB) não estava presente, pois acompanhava um familiar com problemas de saúde. Durante a sessão Tony Fernandes (Solidariedade) se ausentou (saída provocada, provavelmente, por problemas de conexão). Outros se ausentaram na hora da votação, casos de Genilson Aves (PROS), Zé Peixeiro (PP) e Wiginis do Gás (Podemos).

Até ser aprovado como projeto de lei, o requerimento de Marleide Cunha teve que vencer vários obstáculos, impostos pelos vereadores Genilson Alves (líder do governo Alyson Bezerra) e Raério Araújo (presidente da CCJ) que não queriam que o requerimento fosse sequer discutido. Raério inclusive votou contra a proposta na análise da Comissão de Constituição e Justiça.

Votaram a favor

1. Marleide Cunha (PT)

2. Larissa Rosado (PSDB)

3. Carmem Júlia (MDB)

4. Nicó Fernandes (Cidadania)

5. Marckuty da Maisa (Solidariedade)

6. Paulo Igo (Solidariedade)

7. Costinha (MDB)

8. Didi de Arnor (Republicanos)

9. Edson Carlos (Cidadania)

10. Francisco Carlos PP

11. Isac da Casca (Democracia Cristã)

12. Lamarque Oliveira (PSC)

13. Naldo Feitosa (PSC)

14. Omar Nogueira (Patriotas)

15. Pablo Aires (PSB)

Votaram contra: 

Ráerio Araújo (PROS)

Ricardo de Dodoca (PP)

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...