Mossoró

Só 3 dos 10 vereadores com melhor produtividade são reeleitos

Curiosamente, os dois piores colocados no ranking tiveram êxito nas urnas

O vereador Petras Vinícius, do Democratas (DEM) foi um dos parlamentares que mais se destacaram na atual legislatura na Câmara Municipal de Mossoró. Não sem razão, conquistou o Prêmio de Vereador Mais Produtivo de 2020.

O segundo lugar nessa disputa ficou Francisco Carlos, do Partido Progressistas (PP) e em terceiro, Alex Moacir, também do PP. Dos três primeiros colocados, apenas Francisco Carlos estará na próxima legislatura, a partir de janeiro de 2021. Aliás, dos 10 vereadores com maior produtividade esse ano, apenas 3 estarão na Casa próximo ano.

Mesmo tendo obtido 1.424 votos, Petras não ficou sequer na suplência, pois seu partido não conquistou nenhuma vaga. Alex Moacir não pode concorrer por ter sido condenado em segunda instância.

O quarto colocado, Ozaniel Mesquita, também do DEM, se enquadra na mesma condição de seu colega de partido Petras Vinícius. Em quinto lugar ficou Alex do Frango que, embora seja de outra agremiação, o Partido Verde (PV), também não conseguiu nem suplência pelo fato de o partido não ter feito o quociente eleitoral.

Em sexto lugar no ranking de produtividade ficou Genilson Alves, do PROS, que conseguiu a reeleição. Aline Couto, oitava colocada no prêmio produtividade, teve excelente votação (2.259 votos) mas sua sigla, o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) fez apenas uma vaga e ela ficou na primeira suplência.

O nono colocado foi Didi de Arnor, do Republicanos, o último reeleito entre os que tiveram maior produtividade. O décimo lugar no ranking de produtividade foi de Gilberto Diógenes, do Partido dos Trabalhadores (PT), que não concorreu nas eleições desse ano.

Curiosamente, os dois últimos colocados no Prêmio, Zé Peixeiro (PP) e Naldo Feitosa, do Partido Social Cristão (PSC) conseguiram sucesso nas urnas. Peixeiro teve a terceira maior votação nas urnas. Importante ressaltar que Feitosa era suplente e ocupou a vaga durante 30 dias de licença de João Gentil, do Rede Sustentabilidade.

 

1º  – PETRAS – 278 matérias protocoladas

2 º-  FRANCISCO CARLOS 247 matérias protocoladas

3º – ALEX MOACIR 338 matérias protocoladas

4º – OZANIEL MESQUITA – 251 matérias protocoladas

5º – ALEX DO FRANGO – matérias protocoladas

6º – GENILSON ALVES – 340 matérias protocoladas

7º – ALINE COUTO – 261 matérias protocoladas

8º  MANOEL BEZERRA 241  matérias protocoladas

9º – DIDI DE ARNOR – 230 matérias protocoladas

10º – GILBERTO DIÓGENES – 269  matérias protocoladas

11º – RICARDO DE DODOCA – 235 matérias protocoladas

12º – TONY CABELOS – 225 – matérias protocoladas

13º – SANDRA ROSADO –  262 matérias protocoladas

14º – RONDINELLI CARLOS – 236 matérias protocoladas

15º – MARIA DAS MALHAS – 231 matérias protocoladas

16º – IZABEL MONTENEGRO (Não concorre ao Prêmio) –  283 matérias protocoladas

16º RAÉRIO ARAÚJO – 210 matérias protocoladas

17º – FLÁVIO TÁCITO – 199 matérias protocoladas

18º – EMÍLIO FERREIRA – 165  matérias protocoladas

19º – JOÃO GENTIL – 156 matérias protocoladas

20º – ZÉ PEIXEIRO – 142 matérias protocoladas

21º – NALDO FEITOSA – 64 matérias protocoladas

 

Observação: embora alguns vereadores tenham um número maior de matérias, sua colocação ficou abaixo de outros porque nem todas as matérias contam para o prêmio. Ficam de fora: Requerimentos de Moção, Requerimentos Orais (Moções) e Emendas a LDO e LOA.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...