Em Mossoró

Agricultores ganham títulos aguardados há 25 anos

Oficialização de posse das terras aconteceu na manhã de hoje no assentamento Cabelo de Nego

Foram mais de duas décadas a espera de ter o direito oficializado sobre a terra de onde se tira o sustento. Porém a esperança de ter em mãos o documento que garante a posse do terreno foi concretizado na manhã de hoje, 15, na zona rural de Mossoró, quando 68 agricultores do Assentamento Cabelo de Nego receberam os títulos garantindo a eles a posse de suas terras.

A ação representa o cumprimento de mais uma promessa feita pelo prefeito Allyson Bezerra e acontece no momento em que a atual gestão completa os primeiros 100 dias de administração. A cerimônia contou com a presença do chefe do executivo local, do representante do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) e vereadores, representando a Câmara Municipal.

A aquisição dos títulos pelos agricultores foi muito comemorada pelo prefeito Allyson e durante sua fala, ele lembrou da luta dos assentados por mais de duas décadas pelo título definitivo de posse da terra. “É uma entrega importantíssima. Ela garante ao agricultor de Cabelo de Nego a propriedade definitiva da sua terra dando fim a uma espera de 25 anos. Os assentados pediam e cobravam e agora com esse título de terra a espera chega ao fim. Isso é fundamental para que o agricultor possa, inclusive buscar recursos, buscar trabalhar melhor sua terra”, declarou Allyson.

Os agricultores agraciados com o documento também comemoraram agora poderem dizer que são donos da terra e agradeceram a oportunidade de serem contemplados com a medida. “Para mim é um momento de muita alegria. Isso foi um sonho. Eu sonhei muitos anos com isso. Desde quando eu era garotinho que eu sonhava. Eu ouvia falar e sonhava. É uma alegria imensa eu estar recebendo esse título de terra hoje”, disse emocionado o agricultor Antônio Freire Neto. Ele tem 68 anos e mora na comunidade desde a fundação.

A alegria também foi expressa pela agricultora Maria Bezerra que chamou a terra de seu tesouro. “É muita felicidade para a gente. Um espera de 25 anos e agora a gente está com a nossa terra em mão. Isso aqui é um tesouro. Nós tanto esperamos para alcançar e chegou em nossas mãos”, declarou.

Para maria de Fátima, também agricultora do assentamento que foi agraciada com o título de sua terra, agora é só agradecer a Deus por essa conquista. “Graças a Deus muitos anos que estamos esperando esse momento. E hoje nós conseguimos”, comentou emocionada.

O superintendente do Incra, Marcelo Gurgel, enalteceu a conquista dos assentados e destacou também o trabalho realizado para que todos os agricultores conseguissem o direito de posse da terra. De acordo com Marcelo, gora a propriedade passa a pertencer oficialmente a cada agricultor que há 25 anos, tempo de criação do assento, esperam por essa oficialização. “Depois de 25 anos de criação do Assentamento Cabelo de Nego efetivamente agora eles estão tendo a oportunidade de ter esse documento que lhes confere o direito de posse da terra. Esse é um trabalho árduo e até demorado, inclusive, mas agora chegou o ponto final deles que é efetivamente, ter esse documento para dizer que a terra é deles. Sai do nome do Incra e passa para o nome do assentado”, reforçou.

Marcelo também ressaltou as facilidades que o assentado que adquiriu o direito de domínio da terra. “A primeira facilidade é sobre a questão do crédito no banco já dobra. Agora você tem uma terra que está em seu nome e você pode dar como garantia para pegar um financiamento mais robusto. Então só isso aí já cria uma forma dele autossustentar a sua plantação com um aporte financeiro maior feito por esses bancos, isso sem contar com a autoestima do agricultor que pode dizer agora que a terra é dele”, completou.

Marcelo Gurgel explicou ainda para aqueles agricultores que nesse momento não conseguiram adquirir o título de posse da terra e o que está sendo feito para que ele possa num futuro próximo também tomarem posse definitiva da terra. Ao todo, 28 ainda não adquiriram o documento dos 96 assentados que moram na localidade.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...