Desrespeito eleitoral

Iniciada a campanha eleitoral, agora com o advento das redes sociais e, principalmente, do whatsapp, pululam mensagens, santinhos e programas de governo digitais. Infelizmente, defensores de candidatos tem exagerado a mão. Pelo menos em Mossoró. Tem gestor educacional utilizando grupos institucionais para fazer campanha para seus candidatos. Se não há impedimento legal, falta também respeito.

Ninguém é obrigado a permanecer num grupo institucional onde abunda propaganda e escasseia bom senso. Ao mesmo tempo em que se tolera direito de expressão, se repudia exageros. Não dá para focar nas mensagens ligadas ao trabalho quando alguém posta a cada minuto, falas, propostas, imagens e planos dos candidatos que adora. É preciso separar o público do privado. Mesmo em grupo de whatsapp. Algo para ser condenável não precisa ser necessariamente criminoso, embora essa prática seja uma afronta às regras de civilidade. Imagine um grupo institucional de uma escola, onde as trocas de informações, ideias e propostas de atividades escolares dependem quase que exclusivamente desse canal, ser inundado a cada instante por essa prática que desvia a atenção, dificulta a troca de experiências e inibe a participação de todos. Principalmente quando as mensagens partidárias são postadas pelos gestores. É preciso parar para pensar. E pensar em parar de postar. Pelo menos por questão de educação.

 

UERN EM FESTA

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) comemora nesta segunda-feira, 28/9, seus 52 anos de existência. Presença sólida, necessária, perene e profícua no cenário potiguar. A UERN não é apenas uma instituição educacional. É produtora de conhecimento e indutora de desenvolvimento. Defendamos a UERN. Hoje e sempre. Por tudo e por todos.

MEIO AMBIENTE

O governo Bolsonaro segue devastando o meio ambiente. Após enfraquecer o Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA) o presidente Bolsonaro acaba com a legislação que protegia manguezais. No próximo discurso, ele vai dizer que foram os siris que acabaram com o mangue.

 

PROFESSOR RAMOS

Professor do Departamento de Filosofia (DFI) da Faculdade de Ciências Sociais e Política FAFIC/UERN), o professor Francisco Ramos está candidato a vereador em Parnamirim. É filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT). Ótima opção para o eleitor daquela cidade.

 

PF APARELHADA

E a Polícia Federal (PF) segue como aparelho de defesa da família Bolsonaro, escondendo suas falcatruas e intimidando adversários. De Mossoró, a Brasília. De Natal a São Paulo. Que os sérios que integram a corporação reajam e não deixem a gloriosa PF cair em descrédito nesse criminoso uso que os Bolsonaro fazem dela

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...