Covid-19

Professora da Ufersa morre por complicações da doença

De acordo com dados fornecidos pela universidade, esse foi o primeiro caso entre os docentes da instituição

O primeiro caso de covid-19 entre os docentes da Universidade Federal do Semi-Árido foi registrado hoje. A professora Marcicleide Lima da Silva, morreu na manhã de hoje, 10, por complicações provocadas pela doença. A morte aconteceu em Manaus-AM, cidade origem da docente.

Marcicleide era professora Adjunta I da Ufersa, lotada no Centro de Ciências Biológicas e da Saúde – CCBS/Ufersa. Era Graduada e Mestre em Ciências Biológicas, com Doutorado em Biotecnologia – Agrogloresta – pela Universidade Federal de Manaus.

A reitora da Ufersa, professora Ludimilla Oliveira, decretou luto de três dias pela morte da professora. Marcicleide Lima da Silva e ressaltou que este foi o primeiro caso de Covid-19 entre os docentes na instituição. Desde o início da pandemia, o novo coronavírus já vitimou quatro estudantes da Ufersa: Bismarck Mateus de Oliveira Dantas (Ciências Contábeis), Romário Kionys de Freitas Daniel (IC&T), Paulo Vitor da Silva Medeiros (IC&T) e, Hildamara Cristina Pereira (Educação do Campo).

A professora marcicleide era muito querida e admirada entre os estudantes e colegas de profissão da Ufersa. “Ela era uma professora que demonstrava que gostava muito do que fazi. Era muito esforçada e fazia de tudo para ajudar os alunos a compreenderem o conteúdo. Meu Deus não acredito que isso aconteceu”. O relato é da estudante do curso de Ecologia da Ufersa e ex-aluna da professora Marcicleide, Bárbara Amorim.

NOTA DE PESAR DA UFERSA

É com pesar que comunicamos o falecimento da professora MARCICLEIDE LIMA DA SILVA, do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde – CCBS, da Universidade Federal Rural do Semi-Árido, ocorrido nas primeiras horas deste sábado, 10 de abril, em Manaus, decorrentes complicações do Covid-19.

A professora Marcicleide era graduada e mestre em Ciências Biológicas, com doutorado em Biotecnologia – Agrogloresta – pela Universidade Federal de Manaus. A professora ingressou da Ufersa em 2010, sendo contratada como professora Associada Adjunta I.

Nesse momento de perda e dor, fica o agradecimento de toda comunidade acadêmica ufersiana pelo trabalho desenvolvido pela professora na Universidade e a solidariedade à família em luto. Com a morte da professora a reitora da Ufersa, professora Ludimilla Oliveira, decretou luto oficial na instituição por três dias.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...