Jornalismo sim, terrorismo não!!

Sempre fui apaixonado pela comunicação, de forma que já sentia, de novinho, que era por ela que seguiria minha vida. Assim foi, entrei no rádio, comecei a escrever colunas em jornal, televisão… enfim a comunicação estava de vez na minha vida. Lá se vão 27 anos de uma relação intensa de amor ao que faço. Sempre procurei fazer dos meus programas de rádio fonte de entretenimento, mas acima de tudo de informação.

Cresci na minha profissão sempre procurando me aprimorar, e para isso me espelhava nas grandes emissoras de rádio e TV. Hoje, confesso, que não tenho mais a empolgação de antes de acompanhar o nosso jornalismo nacional. Os telejornais abrem suas edições mostrando corpos de pessoas sendo literalmente enterradas. Outras agonizando com a falta de ar. Os apresentadores, em sua maioria, parecem interpretar personagens da má notícia.

No meio de uma Pandemia, onde morrem diariamente 3 a 4 mil pessoas, não dar para alimentar minha alma com imagens desse tipo. Até entendo que a imprensa tem que noticiar os fatos, aliás, isso é por demais necessário. Só não consigo entender como é enviada hoje essa notícia para os milhares de lares brasileiros massacrados com essa famigerada Pandemia.

No meio de famílias que perderam vidas, empregos, existe um grupo, que em nome de uma ideologia, não respeita o sentimento de ninguém. No meio de todo esse momento triste em que estamos vivendo, a hipocrisia reina através de interesses próprios onde o que menos interessa é a vida alheia. O pior do Brasil, a gente sempre soube, é boa parte da classe política. Ver jornalistas influenciados por essa turma, é triste. Essa POLITIZAÇÃO terminou por contaminar o nosso jornalismo. Em nome de todos os brasileiros, pedimos mais jornalismo e menos TERRORISMO!!

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...