Márcio Alexandre
Jornalista provisionado desde 1997, atuou 15 anos na imprensa de Mossoró, nos jornais O Mossoroense, de Mossoró, Gazeta do Oeste, Folha Potiguar e Correio da Tarde.
Professor da rede municipal de ensino de Mossoró, Bacharel em Direito e Mestre em Ciências Sociais e Humanas.

Cenários farsescos a favor de narrativas farsantes

Numa cidade brasileira, o(a) gestor(a) recém entronizado(a) no comando da municipalidade vem construindo à sua maneira, uma estrutura de comunicação para fazer valer a narrativa de sua gestão. Funciona assim: ele vem recrutando pessoas que tem espaços na internet (blog, canal no YouTube, contas em redes sociais) para, de forma disfarçada, fazer a…
Leia mais...

Genocídios e o caso brasileiro

A inepta, mordaz e sicária atuação do governo federal no atual contexto da pandemia da Covid tem levado uma grande parcela da população a impingir ao presidente Bolsonaro a alcunha de genocida. Consideram que, pelos atos sabotadores e discursos negacionistas, muitas das mortes pela doença podem ser postas na conta do mandatário – porque evitáveis…
Leia mais...

Seremos melhores?

A provação é sempre vista como uma possibilidade de nosso amadurecimento. Mais do que isso, um instrumento a serviço da nossa melhoria enquanto ser humano. Uma espécie de “start” para que tudo aquilo que se constitui como bem possa ser desenvolvido por nós. Muita gente melhorou após uma grande perda. Muitos colocaram as velas na direção certa após…
Leia mais...

Na periferia também tem covid

Estamos, no presente instante, num dos mais graves momentos da pandemia da covid, doença provocada pelo novo coronavírus. Os números, por si, já mostram a catástrofe que vivemos e o quanto ela pode piorar. As razões para isso são muito simples. Temos brincado de prevenção. São poucos os que tem seguido de forma correta e responsável as medidas…
Leia mais...

República do leite condensado

Vivemos uma ditadura de pouco mais de duas décadas: de 1964 a 1985. Para que quem, como eu, nasceu na segunda metade da década de 70, muito do que se sabe é pelo estudo, pela pesquisa, por livros, filmes e documentários. Há também a possibilidade de observarmos como os comandantes dos sistemas ditatoriais se comportam. Invariavelmente é do mesmo…
Leia mais...

Nossa retumbante falta de empatia

Numa pandemia, é obrigação dos governos adotar as medidas para superá-la. Nessa, como em muitas outras situações, a participação da sociedade é fundamental. É nosso papel cobrar essas ações, exigir que as autoridades façam aquilo que lhes é obrigação. Na situação atual, essa nossa responsabilidade é redobrada. Buscar que os governantes façam o que…
Leia mais...

Uma questão urgente

Temos apenas um inimigo, mas brigamos uns contra os outros. Esse é o cenário que vivenciamos atualmente. Canalizamos toda nossa energia para criticar uns aos outros. Enquanto isso, quem deveríamos combater zomba de todos nós. Os que o combatem são vistos como inimigos. Aqueles que o defendem são classificados como bobos úteis. E o que resulta…
Leia mais...

Diálogo: o caminho possível

A Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e o Conselho Nacional das Igrejas Cristãs no Brasil (CONIC) desenvolvem, a partir desta quarta-feira, 17/2, a Campanha da Fraternidade 2021. Com o tema “Fraternidade e Diálogo: compromisso de amor”, a campanha chega num momento em que há uma grande necessidade de diálogo entre as pessoas, as…
Leia mais...

Quem te viu, quem te vê

Mossoró foi governada, de forma ininterrupta, por décadas, por uma mesma família. Numa dada oportunidade, os mossoroenses resolveram mudar. A experiência, como se sabe, não foi das mais exitosas. Os relatos são de falta de competência e apego demasiado às coisas do povo, especialmente dinheiro. Na atualidade, seus familiares fazem uso das redes…
Leia mais...

Ah, a redação….

A jornalista Sayonara Amorim é a mais nova colaboradora desse Portal do RN. Experiente e multifacetada, Sayonara se notabilizou na cobertura do Cotidiano e também na Editoria de Polícia, embora tenha atuado nas demais áreas do jornalismo. Uma craque em narrar acontecimentos, retratar o dia a dia e analisar fatos. A  chegada de Sayonara e a…
Leia mais...
1 De 28