Márcio Alexandre
Jornalista provisionado desde 1997, atuou 15 anos na imprensa de Mossoró, nos jornais O Mossoroense, de Mossoró, Gazeta do Oeste, Folha Potiguar e Correio da Tarde.
Professor da rede municipal de ensino de Mossoró, Bacharel em Direito e Mestre em Ciências Sociais e Humanas.

Ele nos observa, nos cerca e nos ataca

O novo coronavírus pode ser encarado, sem nenhum exagero, como o mal da década. Nenhuma ameaça, nenhum grande problema, nenhuma outra doença pôs tanta mudança à rotina da humanidade como a Covid-19. Sua força é tão grande que apesar dos muitos esforços, ela segue agindo: contaminando, matando, impondo medo, obrigando-nos a refletir sobre o que será…
Leia mais...

Hipocrisia nossa de cada dia

O Governo do Estado autorizou para esta quarta-feira a retomada das atividades econômicas. A governadora Fátima Bezerra, em entrevista à TV Cabugi, levantou a possibilidade de as aulas presenciais na rede estadual serem retomadas em agosto. Considero prematura a decisão de reabrir as lojas hoje e acho cedo para, nas condições sanitárias que temos…
Leia mais...

Futebol para quê?

Já são mais de 100 dias de quarentena (para algumas atividades e para quem está levando a sério o isolamento social). Nesse período, dá saudade de um bocado de coisas. Inclusive de alguns programas de TV. Inclusive do futebol. Talvez para dar uma aparente ideia de retorno à normalidade, a Federação de Futebol do Rio de Janeiro insistiu no retorno…
Leia mais...

O limite da crítica é a sensatez

Vivemos a era dos extremos. Apesar dessa assertiva ser uma verdade, é preciso questioná-la. Precisamos voltar aos tempos do bom senso. No que se refere à exposição de opiniões, especialmente, é necessário que o filtro, a régua, a peneira voltem a ser utilizados. Sim, ninguém pode dizer tudo. Muito menos do jeito que quiser. Tudo o que é necessário…
Leia mais...

Ninguém é feliz todo dia

Assistindo a uma pregação do padre Adriano Zandoná, no programa Sorrindo Pra Vida, da Canção Nova ( https://www.youtube.com/watch?v=g9gaPDbjEBw ) desta quarta-feira, uma observação feita pelo sacerdote me chamou bastante atenção. Disse o padre que uma das grandes dificuldades das pessoas hoje em dia é aceitar que não é possível ser feliz todo dia.…
Leia mais...

Enquanto uns morrem, outros matam a esperança

Está repetitivo falar dos números da Covid-19. Seja em Mossoró, em todo o Rio Grande do Norte ou de todo o país. Mais de um milhão de infectados, dezenas de milhares de mortos. Tão lamentável quanto os mais de 50 mil que já morreram é constatar que, infelizmente, outros tantos irão morrer. E que me perdoe quem pensa o contrário, mas a letalidade do…
Leia mais...

Não caiamos nessa

Bravatas, ameaças e coices. Essas tem sido as reações do presidente Bolsonaro toda vez que o Judiciário cumpre com o seu dever. Construir uma narrativa de perseguido é o seu principal objetivo. Talvez não cole, por três razões especiais. A primeira delas é que as evidências são muito fortes. Segundo: muitas das irregularidades são praticadas a olho…
Leia mais...

Rosalba vai ao Previ com a mesma vontade com que foi aos cofres do Funfir

De todas as ações, estratégias e gestos que Rosalba Ciarlini fez uso durante o tempo em que governou o Estado do Rio Grande do Norte, a que se repete na sua atual gestão como prefeita de Mossoró com maior fidelidade é a voragem com que ela avança sobre os recursos do Instituto de Previdência Social dos Servidores de Mossoró (Previ Mossoró). Embora…
Leia mais...

Virtual sim, mas com suporte

A governadora Fátima Bezerra (PT) sancionou na última segunda-feira, 8/6, a lei que cria a Delegacia Virtual da Mulher. A iniciativa é bastante louvável. A expectativa é que as mulheres se sintam mais seguras para denunciar abusos dos quais são vítimas. Com isso, poderá aumentar a demanda. E, por mais que a delegacia seja virtual, são necessários…
Leia mais...
1 De 18