Reforma

Deputado de Mossoró, Beto Rosado vota pelo fim da aposentadoria

A reforma da previdência prevê corte em pagamento de benefícios, aumento nas alíquotas e requer maior tempo de trabalho para quem quiser se aposentar

O deputado federal Beto Rosado (PP), representante de Mossoró na Câmara Federal, votou pelo fim da aposentadoria dos trabalhadores. Além dele, também votaram contra os trabalhadores os parlamentares potiguares Benes Leocádio (PRB), Fábio Faria (PSD), João Maia (PL) e Walter Alves (MDB).

Apenas Natália Bonavides (PT) e Rafael Motta (PSB) votaram com a classe trabalhadora e foram contra a reforma.

A Câmara aprovou por 379 votos a 131, nesta quarta-feira (10), o texto-base da reforma da Previdência, após dois dias de debates no plenário.

Por se tratar de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC 06/2019), eram necessários os votos de 308 dos 513 deputados federais. Na sequência, o plenário analisa destaques que sugerem alterações no texto aprovado. Após a conclusão, a reforma será submetida a uma segunda votação na Câmara, antes de seguir para o Senado Federal, onde precisará de 49 votos em dois turnos.

A reforma da previdência prevê corte em pagamento de benefícios, aumento nas alíquotas e requer maior tempo de trabalho para quem quiser se aposentar. Mulheres e professores serão os mais prejudicados.

Notícias semelhantes